Encontro Nacional "Conhecer para Proteger: Promover os Direitos das Crianças e Jovens LGBTI"

A Casa Qui organiza uma iniciativa de promoção dos direitos e proteção das crianças e jovens LGBTI.

O Encontro Nacional "Conhecer para Proteger" é uma iniciativa em parceria com a Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção de Crianças e Jovens. Este evento tem o apoio financeiro da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, no âmbito da sua seleção de projetos que visam promover a igualdade de género e/ou combater a discriminação com base na orientação sexual e identidade de género – 2017.

O Encontro tem como objetivos:

. Partilhar conhecimentos, intervenções e boas práticas desenvolvidas em países europeus nesta matéria;

. Refletir sobre os desafios e a realidade portuguesa relativamente à promoção dos direitos e proteção das crianças e jovens LGBTI;

. Promover networking entre profissionais;

. Encorajar a partilha de boas práticas e estratégias, no contexto nacional, de combate à discriminação contra crianças e jovens LGBTI nos seus diferentes contextos de socialização/vivência.

O Encontro Nacional “Conhecer para Proteger” pretende criar um espaço seguro para tratar estes temas não só teoricamente, mas também de forma prática. Com essa finalidade, o formato do evento é composto por um seminário na parte da manhã e workshops à tarde. O Encontro destina-se às equipas técnicas das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens locais e a profissionais das áreas da educação, saúde, justiça e ação social que trabalhem com crianças e jovens.   

Programa

Ficha de Inscrição

O prazo de inscrição termina a 29 de novembro de 2018. A inscrição é gratuita.


Pessoas Convidadas Internacionais

Kirsten Sandberg . Professora na Faculdade de Direito da Universidade de Oslo, é especialista nos Direitos da Criança, com mais de 25 anos de experiência. Foi Presidente do Comité dos Direitos da Criança da Organização das Nações Unidas. É autora do capítulo "The Rights of LGBTI Children under the Convention on the Rights of the Child" na obra Human Rights, Sexual Orientation, and Gender Identity (ed. Anne Hellum, Routledge, 2017).

Rubén Ávila . Doutorado em Psicologia Social pela Universidade Autónoma de Barcelona, é o responsável pela área da Educação na IGLYO —The International Lesbian, Gay, Bisexual, Transgender, Queer & Intersex (LGBTQI) Youth & Student Organisation, uma rede de organizações de jovens e estudantes LGBTQI com mais de 95 membros em mais de 40 países, sedeada em Bruxelas, que para além de atividades de capacitação da juventude LGBTQI para se tornarem líderes e ativistas, de fomento de partilha e solidariedade internacional e de promoção de atividades internacionais de formação, recursos e campanhas, é um garante que as vozes e experiências da juventude LGBTQI são escutadas por decisores-chave ao nível europeu e internacional.

Sarah Blakemore . Diretora Executiva da Keeping Children Safe, um movimento global, com base no Reino Unido, de organizações comprometidas com a salvaguarda das crianças e com a influência ativa de terceiros na adoção das "Normas Internacionais de Salvaguarda da Criança" (International Child Safeguarding Standards). Em 2017 foi responsável por uma pesquisa com 150 organizações de todo o mundo para avaliar a capacidade institucional de salvaguarda das crianças LGBTI. É coautora do documento Let Me Be Me! Better Care of LGBTI* Children (2017) para apoio às organizações.

Leigh Fontaine . Coordenador de Serviços na Albert Kennedy Trust, uma organização no Reino Unido que apoia juventude LGBTI, em situação de sem-abrigo ou a viver em ambientes hostis, a encontrar um lar seguro, emprego, educação e formação, através do Projeto "Purple Door". Oferecem, em Londres, a primeira casa abrigo do Reino Unido para jovens LGBTI e, em Newcastle, apartamentos de apoio à autonomização.


Local

CITEFORMA 
Av. Marquês de Tomar 91
1069-181 Lisboa

 
Apoios